sexta-feira, 15 de junho de 2012

NOSSAS DECISÕES

Decisões erradas de Jeorão:
1º Amou as riquezas
“Ele deu-lhes muitos presentes de prata e ouro e objetos de valor, bem como cidades fortificadas em Judá, mas o reino deu a Jeorão, porque este era seu filho mais velho.” 2 Crônicas 21:3
Achando pouco o reino de Judá, Jeorão desejou tudo que foi dado aos seus irmãos, ao ponto de matá-los
2º Desprezou a família - Por amor as riquezas mata seus irmão.
“...matou à espada todos os seus irmãos, juntamente com alguns dos líderes de Israel.” 2 Crônicas 21:4 (parte b)


3º Desviou-se dos caminhos de Deus
“...pois Jeorão havia abandonado o Senhor, o Deus dos seus antepassados.”
2 Crônicas 21:10 (parte b)

4º Aliou-se com pessoas erradas
“Andou nos caminhos dos reis de Israel, como a família de Acabe havia feito, pois se casou com uma filha de Acabe. E fez o que o Senhor reprova.”
2 Crônicas 21:6

5º Desprezou a voz do profeta
“Então Jeorão recebeu uma carta do profeta Elias, que dizia: "Assim diz o Senhor, o Deus de Davi, seu antepassado: ‘Você não tem andado nos caminhos de seu pai Josafá nem de Asa, rei de Judá.
Mas sim nos caminhos dos reis de Israel, e levou Judá e o povo de Jerusalém a se prostituírem na idolatria como a família de Acabe. E ainda assassinou seus próprios irmãos, membros da família de seu pai, homens que eram melhores do que você.
Por isso, o Senhor vai ferir terrivelmente seu povo, seus filhos, suas mulheres e tudo o que é seu.
Você ficará muito doente; terá uma enfermidade no ventre, que irá piorar até que saiam os seus intestinos’ ".” 2 Crônicas 21:12-15


Jeorão vinha de uma família de reis da linhagem de Davi, conhecia o Senhor Deus, foi posto como rei e desprezou tudo que aprendeu.

Imagine se um homem que tinha toda esta herança cultural e foi capaz de quebrar tudo por amor ao dinheiro e prazeres mundanos, quanto mais quem não tem todo este conhecimento desde a infância de quem é Deus. Entretanto, podemos não ter recebido todas as instruções desde a infância como Jeorão, mas hora ou outra a palavra chega com a grande indagação: qual será minha escolha?

E mesmo não tendo base cristã, alguns princípios sociais nos ensina valorizar a família, e muitas vezes desprezamos estes princípios por amor às riquezas. Quantas são as pessoas abandonadas que com certeza tem algum parente que poderia dar algum auxílio básico, mas preferimos gastar nosso tempo ganhando dinheiro que amparando um irmão que necessita de ajuda.

E nossas alianças, um dito popular nos ensina que: “diga-me com quem andas e eu te direis quem es”, ou seja, as tuas alianças determinam sua vida, e alguns até poderão dizer que não tem nada a ver que só porque eu ando com viciado por exemplo, não quer dizer que sou um viciado, pode ser, mas as influencias desta amizade certamente estarão refletidas em nossas decisões. Quais têm sido as nossas aliança?

E como recebemos a voz dos profetas do Senhor, Jeorão ouviu a voz de Deus mas como se diz por ai, entrou em um ouvido e saiu pelo outro, não deu valor a palavra de Deus e seguiu sua vida como se nada tivesse acontecido, e assim muitas vezes fazemos, ouvimos a palavra bíblica e não damos o seu devido valor. Em Jonas 3 conhecemos a história de uma cidade que recebeu a mensagem de Deus e se converteu, proclamando um grande jejum em busca do perdão do Senhor. Assim deve ser a nossa atitude, a palavra deve provocar um reação em nossas vidas, mudando os nossos caminhos e nossas alianças, para sermos aliançados com o Senhor Jesus.

Assim chegamos em Isaías 55:6 - "Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto."
Postar um comentário